BRASÍLIA — Em meio a um pacote de votações em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira duas propostas de interesse da bancada feminina: a que aumenta o período de licença maternidade às alunas gestantes e a que amplia os casos de perda de poder familiar. Em ambos os casos foram aprovadas propostas de autorias de deputadas mulheres. Os dois textos serão enviados ao Senado.

Na votação rápida, os parlamentares ampliaram de três para sete meses o período que as mães estudantes podem tirar licença, contados a partir do oitavo mês de gestação.

A proposta inicial era de autoria do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), mas, em um gesto simbólico, a Casa acabou aprovando um substitutivo da deputada Gorete Pereira (PR-CE), que trazia uma pequena alteração da proposta original, incluindo a possibilidade de as mães estudantes tirarem a licença enquanto perduram o período de amamentação.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/sociedade/camara-aumenta-licenca-maternidade-para-alunas-gestantes-22466631#ixzz5FVFwEP15

Fonte: O Globo