Notícia
01/12/2016
Gorete Pereira entrega Diploma Carlota Queirós para irmã Conceição

Nesta manhã, 01/12, foi realizada sessão solene para entrega do Diploma Carlota Queirós no plenário Ulysses Guimarães. A premiação, retomada após 6 anos de ausência, agraciou a Irmã Maria da Conceição Dias de Albuquerque, entre outras personalidades.

A missionária  atua no Lar Amigos de Jesus, uma ONG situada na região de Fortaleza, que trabalha em prol das crianças e adolescentes com câncer. Conceição foi indicada pela deputada Gorete Pereira e escolhida pelo colegiado da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados para o prêmio.
A cerimônia presidida pela parlamentar premiou ainda a juiza Amini Hadad; a fundadora da ANDEF (Associação Niteiroense Deficientes Físicos), Tânia Rodrigues; a presidente do STF, Cármen Lúcia e a Luiza Bairros (in memorian). 
Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, destacou a retomada da entrega do diploma como um reconhecimento da Casa para com a questão de gênero. “A igualdade de gêneros é um tema ainda mal resolvido praticamente no mundo todo, e isso se reflete nos mais variados campos no Brasil”, comentou.
Amini Haddad, uma das homenageadas, disse que ainda há muitos males por combater. A violência doméstica, a exploração sexual de meninas, o tráfico internacional de adolescentes e mulheres, o assédio sexual e a diferença salarial entre gêneros seriam alguns deles. “A violência contra a mulher já começa na cultura”, resumiu.
A secretária de Políticas para as Mulheres do governo federal, Fátima Pelaes, afirmou tratar-se de um desafio o combate à violência contra a mulher em um país onde a cada dia ocorrem 125 estupros. A luta deve começar na educação, segundo ela, quando se deve “trabalhar nos jovens e nas crianças a desconstrução da cultura machista”.

Empoderamento feminino

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, deputada Gorete Pereira (PR-CE), e a secretária da Mulher da Câmara, deputada Dâmina Pereira (PSL-MG), acrescentaram a necessidade de empoderamento da mulher, principalmente na política. Trata-se de um desafio, apontou Gorete, já que hoje as mulheres não chegam a 10% da composição da Câmara dos Deputados.
Para mudar esse quadro, a presidente da comissão defendeu a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC)134/15, que reserva vagas para mulheres nos legislativos federal, estaduais e municipais. “A cota que nós precisamos ter é a de vagas efetivas”, frisou Gorete Pereira.

Facebook

2017 © Gorete Pereira - Todos os direitos reservados.